Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Projeto Piloto colaborativo CHSJ/INEM/IPST na área da paragem cardiorespiratória refratária do Grande Porto com resultados positivos

23 de Outubro de 2017
Protocolo ecmo site  1  1 1024 550

 

A Aula Magna da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP)/Centro Hospitalar São João (CHSJ) acolheu, nos últimos dias, a sessão de avaliação dos resultados positivos do Projeto Piloto colaborativo CHSJ/Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM)/Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST) na área da paragem cardiorespiratória refratária do Grande Porto, assim como a oficialização do início desta atividade pelos Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) e Centro Hospitalar Lisboa Central (CHLC); com a presença de Fernando Araújo, Secretário de Estado Adjunto e da Saúde.

Esta cerimónia contou ainda com a comemoração dos 20 anos de atividade da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do CHSJ e com a entrega dos diplomas dos quatro novos Centro de Referência (CR) do CHSJ (CR em ECMO, CR em Fibrose quística, CR em Neurorradiologia de Intervenção na doença cerebrovascular e CR em Coagulopatias congénitas).

O Projeto Piloto teve início em há um ano, por iniciativa do Ministério da Saúde, na pessoa do Secretário de Estado Adjunto e da Saúde. Com este projeto levado a cabo pelo CHSJ, INEM e IPST, pretendeu-se melhorar a capacidade de resposta à paragem cardiorrespiratória refratária na área do Grande Porto.

O número de doentes com paragem cardiorespiratória refratária incluídos no programa foi muito superior ao esperado (n=36): em 10 casos procedeu-se à ressuscitação avançada assistida por ECMO, tendo os restantes sido dadores em paragem circulatória não controlada. 

Nos casos em que foi possível a ressuscitação avançada assistida por ECMO, foi possível a sobrevivência com excelente recuperação neurológica num terço dos casos. Relativamente aos dadores com paragem circulatória, não controlada foi possível em 22 casos estabelecer um sistema extracorporal de perfusão oxigenada dos órgãos abdominais em normotermia, com a consequente colheita de 45 órgãos abdominais e a transplantação de 30 rins.

“Nada disto teria sido possível sem o enorme empenho do Conselho de Administração do CHSJ, da Direção do INEM e do IPST. Igualmente decisivo para o sucesso do programa foi a capacidade de resposta do Gabinete Coordenador de Colheita e Transplantação do CHSJ, do Serviço de Urologia do CHSJ, do CR de Transplante de Rim Adultos do CHSJ, assim como de todos os profissionais da Sala de Emergência do CHSJ”, conclui Roberto Roncon de Albuquerque, coordenador do projeto.

João Miguel Ribeiro e Luis Bento do CHLN e CHLC, respetivamente, manifestaram plena confiança no futuro, nos seus profissionais e na capacidade instalada para que este projeto tenha sucesso na Grande Lisboa.

Para encerrar a cerimónia, o Secretário de Estado e da Saúde, Fernando Araújo, congratulou-se pelos resultados apresentados nesta sessão e sublinhou a rápida evolução que a transplantação sofreu em Portugal, merecedora de destaque na Comissão Europeia e esperou, daqui a um ano, podermos estar a comemorar os excelentes resultados do primeiro ano de implementação do protocolo de atuação na paragem cardiorespiratória refratária na Grande Lisboa, podendo, pouco a pouco estender este procedimento a todo o território nacional.

Ant nio oliveira e silva   presidente do ca chsj 1 1024 2500
Roberto roncon de albuquerque   coordenador do cr ecmo chsj 1 1024 2500
Jo o paulo gaspar sousa   ipst 1 1024 2500
Ana fran a   ipst 1 1024 2500
Lu s meira   inem 1 1024 2500
Jo o miguel ribeiro   chln 1 1024 2500
Lu s bento   chlc 1 1024 2500
Assist ncia aula magna 1 1024 2500