Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Diretor Clínico do CHSJ demonstra viabilidade do modelo dedicado nos serviços de urgência em conferência da APAH

30 de Julho de 2018
Jos  artur paiva  diretor cl nico do chsj 2 1 1024 550

O Diretor Clínico do Centro Hospitalar São João (CHSJ), José Artur Paiva, integrou um painel de oradores internacional a quem foi proposto refletir sobre modelos de gestão de acesso à urgência, bem como continuidade de Cuidados e setor social na 4ª Conferência de Valor da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares 2018 (APAH) que decorreu em Viseu.

No painel subordinado ao tema “Equipas dedicadas no Serviço de Urgência”, José Artur Paiva partilhou com a plateia o caso da urgência do CHSJ, que funciona de acordo com um modelo dedicado desde 2005, permitindo reduzir custos, aumentar produtividade, melhorar indicadores assistenciais, implementar intervenções de melhoria de qualidade e libertar recursos humanos para outras atividades hospitalares relevantes.

O Diretor Clínico do CHSJ demonstrou que o modelo dedicado de recursos humanos tem o suporte dos peritos, tem sustentabilidade legislativa e as suas vantagens estão documentadas e suportadas em evidência.

“Embora o modelo dedicado devesse ser disseminado progressiva e gradativamente, ele está implementado em relativamente poucos serviços de urgência. O grande bloqueio a esta disseminação decorre da ausência de uma sólida metodologia de recrutamento, regulada centralmente e executada localmente”, afirmou José Artur Paiva.

A conferência contou ainda com outros ilustres nomes internacionais da Medicina, tais como Maldoado Garrido Martin, Vice-Presidente da Sociedade Espanhola de Directivos de la Salud (SEDISA) que descreveu os principais recursos em saúde disponíveis na Comunidade de Madrid, bem como do seu funcionamento.

William McKee, Fundador do Belfast Health and Social Care Trust, efetuou uma comparação entre o Reino Unido e Portugal ao nível dos diferentes indicadores demográficos e organizacionais.

O Secretário-Geral da European Federation of Internal Medicine (EFIM), Xavier Corbella, deu uma visão de como evoluiu o Hospital de Bellvitge, em Barcelona.

Por fim, Marion Collict, Diretora de Operações, Risco e Governance de Luton&Dunstable Hospital NHS Foundation Trust, falou da forma como a instituição que dirige atinge, desde 2012, o objetivo de atendimento e alta em 4 horas de todos os utentes no Serviço de Urgência.

No final desta conferência ficou consensual a necessidade de evolução no sentido da integração dos cuidados a montante e a jusante dos serviços de urgência e, em paralelo o estabelecimento de pontes com o setor social para serem dadas aos Utentes respostas mais adequadas. Foram, ainda, salientadas as vantagens dos modelos de equipas dedicadas ao serviço de urgência a par com a ambulatorização dos cuidados de medicina, bem como da autonomia da gestão em saúde.