Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Investigadores São João/FMUP comprovam eficácia da toxina botulínica para tratamento de dor pélvica crónica

09 de Agosto de 2018
Urologia site 1 1024 550

Após a realização de um estudo inconclusivo sobre a eficácia da toxina botulínica no tratamento de dor pélvica crónica, Francisco Cruz, médico urologista, investigador, diretor de Serviço no Centro Hospitalar São João (CHSJ) e docente da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) coordenou um estudo clínico que permitiu avaliar de perto a evolução e os sintomas descritos pelos pacientes após a administração do fármaco.

"O último estudo não nos permitiu confirmar se a injeção de toxina botulínica na bexiga era de facto eficaz ou se se tratava de um efeito placebo. Desta feita, os resultados foram positivos e os pacientes demonstraram uma melhoria significativa face ao grupo de controlo. Ficou assim comprovada a eficácia do uso da toxina botulínica no tratamento de pacientes com dor pélvica crónica (Cistite Intersticial). O uso desta susbtância tem a vantagem de, ao contrário de outros tratamentos, não ter de ser administrado diariamente", afirmou Francisco Cruz.
 
De acordo com o urologista, a longo prazo, "esta patologia reduz drasticamente a qualidade de vida dos pacientes pois, além de um enorme desconforto, desenvolvem uma maior necessidade de urinar".
 
As causas para o aparecimento da dor pélvica crónica -- que pode afetar uma em cada 200 mulheres - não estão completamente esclarecidas e, por isso, o tratamento passa, frequentemente, por tratamentos analgésicos.
 
O estudo foi também desenvolvido por Rui Almeida Pinto, médico urologista do CHSJ e docente da FMUP.
 
Francisco cruz e rui almeida pinto s o os principais autores do estudo que comprova a efic cia da toxina butol nica no tratamento da dor p lvica 1 1024 2500