Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

São João cria unidade de hospitalização domiciliária

02 de Maio de 2019
Sessao apres uhd site 1 1024 550

Numa perspetiva de Medicina Hospitalar de Ambulatório, centrada nas necessidades reais do utente, o CHUSJ criou a Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD). Esta visão dos cuidados de maior proximidade, reduz as complicações inerentes à hospitalização convencional, com mais ganhos em eficiência e qualidade e maior satisfação dos utentes.

Nas palavras de Carlos Dias, responsável da Unidade, “com o aumento da esperança média de vida, relacionada com a melhoria das condições higiénico-sanitárias, assim como com os cuidados prestados no último século, assistiu-se ao envelhecimento da população e ao acréscimo da prevalência das doenças crónicas. Esta situação representa um problema transversal aos sistemas de saúde do mundo ocidental, uma vez que se traduz numa sobrelotação dos serviços de urgência e na solicitação crescente do número de camas hospitalares.”

Assim, “a hospitalização domiciliária surge como alternativa ao internamento convencional, proporcionando assistência clínica de modo contínuo e coordenado àqueles utentes que requerendo admissão hospitalar, cumprem também uma série de critérios clínicos, sociais e geográficos que permitam o internamento no domicílio sob a vigilância de uma equipa de profissionais de saúde, sempre de acordo com a vontade do utente e da sua família”, esclarece Carlos Dias.

Após referenciação pelo médico do Serviço de Urgência, o utente é submetido a uma avaliação pela equipa da UHD: médico, enfermeiro e assistente social.

As patologias elegíveis para o internamento na UHD são a pneumonia e infeções respiratórias, a pielonefrite e cistite, a insuficiência cardíaca, a erisipela/infeção da pele, as doenças médicas crónicas agudizadas; as situações clínicas transitórias (doença aguda ou crónica agudizada); as situações de comorbilidade(s) controlável(eis) no domicílio; entre outros.

No que concerne aos critérios de admissão geográficos, o domicílio do utente deve estar situado a uma distância máxima de 30 minutos e/ou num raio de 20km do CHUSJ, de forma a garantir a acessibilidade e a resposta em tempo útil. Considera-se como área geográfica de atuação da UHD os municípios da Maia e Valongo.

Os critérios de admissão sociais são a presença de um cuidador capaz, a  autonomia do utente na ausência de um cuidador, a existência de um telefone/telemóvel para fins de contacto com a equipa da UHD, as condições higiénico-sanitárias básicas e de habitabilidade adequadas para a situação clínica do utente no domicílio.

A UHD tem sede no pólo Valongo do CHUSJ. A equipa garante visitas de pré- transferência, de admissão, de seguimento e de alta (quando se regista em melhoria do estado de saúde do utente).

Neste momento, fazem parte da equipa da UHD, três médicos, seis enfermeiros, um assistente social, um assistente técnico e um assistente operacional. Participam, ainda, nas equipas integradas, outros profissionais, nomeadamente farmacêuticos, psicólogos e nutricionistas.

A apresentação do Serviço de Hospitalização Domiciliária do CHUSJ contou com a presença da Secretária de Estado da Saúde, Raquel Duarte, numa cerimónia que decorreu no Polo de Valongo.

Carros que servir o para realizar visitas aos utentes 1 1024 2500
Sam 8306 1 1024 2500
Sam 8296 1 1024 2500