Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Medicina Intensiva

Medicina Intensiva

Data de Criação - 4 de abril de 2006

Diretora de Serviço - Maria Teresa Honrado 

Enfermeiros Chefe - João Pedro Oliveira (UCIPG), José Cerqueira Pereira e Rosa Moreira (Unidade Neurocríticos)

 

Missão

A sua missão assenta no desenvolvimento de medidas tendentes à melhoria da qualidade dos cuidados prestados e do grau de satisfação dos utentes. Desta forma, desencadeia iniciativas para valorização profissional do pessoal da UAG da Urgência e Cuidados Intensivos, incrementando a qualidade dos cuidados prestados, garantindo, assim, uma adequada resposta às solicitações da população que serve.

 

Objetivos Estratégicos

Reforçar a capacidade institucional e proporcionar a convergência de esforços dos profissionais adequadamente às necessidades da população que serve.

Aumentar o conhecimento que os seus profissionais detêm, através de formação, para que estes possam estudar e antecipar comportamentos face às aceleradas mutações científicas e sociais com repercussão na prestação de cuidados e seu atendimento.

A Unidade Autónoma de Gestão da Urgência e da Medicina Intensiva (UAG UMI) aposta, claramente, na redefinição do conceito de Urgência, bem como, na reestruturação da Medicina Intensiva integrando o step down de cuidados no doente crítico.

 

Antecedentes/ História

Em 4 de maio de 1962 é criada uma unidade de Reanimação Respiratória, integrada no Serviço de Anestesia e Reanimação, dirigido por Ruela Torres, com 8 camas num espaço do piso 5 entre o Bloco e o Serviço de Cirurgia (o primeiro espaço de cuidados intensivos), ainda existente, embora de maiores dimensões e atualmente integrado no Serviço de Cuidados Intensivos. Foi a primeira Unidade de Cuidados Intensivos.

Posteriormente surgiram outras áreas de Cuidados Intensivos, integrados nos Serviços de Cirurgia Torácica, de Doenças Infeciosas, Neurocirurgia e no Serviço de Urgência.

É no tempo de Ruy Oliveira, que é criado o Departamento de Anestesia e Reanimação, integrando os cuidados intensivos, associados à Cirurgia e à Urgência.

Atualmente foi criado um amplo espaço de Cuidados Intensivos no Serviço de Urgência, tendo começado com 3 camas e, mais tarde, aumentado para 8 camas, sob a Direção de Jaime Duarte, como Diretor do Serviço de Urgência.

O Serviço de Cuidados Intensivos engloba a Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente da Urgência (UCIPU), a Unidade de Cuidados Intensivos Polivalente Geral (UCIPG) e a Unidade Neurocríticos.