Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Medicina Física e de Reabilitação

Medicina Física e de Reabilitação

Data de Criação - maio de 1961

Diretor de Serviço - Fernando Parada

Enfermeiro Chefe - Miguel Santos

 

Missão

O Serviço de Medicina Física e de Reabilitação (MFR) visa a produção qualificada de Atividades Assistenciais, de Ensino, Formação, Atualização e Investigação:

a) Atividades Assistenciais: consulta interna, consulta externa, consultas de grupo, e programas de tratamento de reabilitação.

· Consulta interna e externa – dividida por entidades nosológicas com um ou mais Médicos Especialistas responsáveis por cada consulta.
· Consulta de Grupo – Dor, Uroginecologia, Mielodisplasia, Fissurados e Mama – o Serviço está representado pelo Médico que se dedica à respetiva área de interesse. Outras consultas multidisciplinares estão perspetivadas.
· Tratamentos – A doentes internados e externos, realizados no internamento ou nos vários setores terapêuticos do Serviço (Fisioterapia, Hidroterapia, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional, Atividades de Vida Diária, Reabilitação Pediátrica, Reabilitação Cardíaca e Recondicionamento ao Esforço).

b) Atividades de Ensino, Formação, Atualização:

· Ensino pré-graduado: colaboração com Faculdade de Medicina da U. Porto.
· Ensino pós-graduado: formação de Médicos Internos da Especialidade de MFR e outras. Participação em cursos de formação e de integração como palestrantes. Organização das Jornadas Internacionais de Medicina Física e de Reabilitação. Colaboração com a FMUP, nomeadamente no Curso de Hidrologia e Climatologia

c) Investigação: Incentivo à publicação e apresentação de trabalhos prospetivos e retrospetivos na área da Medicina Física e de Reabilitação.

 

Objetivos (3 anos)

Embora reconhecendo o período difícil em termos financeiros, o Serviço de MFR vai necessitar de investimentos nos próximos anos sob pena de ficar completamente desatualizado em termos europeus. Para além de se pretender que tenha boas instalações, situação difícil com a localização atual, pela má acessibilidade, a modernização das estruturas físicas deverá ser acompanhada com a instalação de algumas técnicas de reabilitação consideradas básicas, como reabilitação cognitiva, reabilitação vascular periférica, reabilitação vestibular, para além de uma unidade de reabilitação respiratória para doentes ambulatórios.

Estando criadas já as bases pelo Ministério da Saúde para a instalação de um Centro de Reabilitação do Norte, tal facto não elimina a necessidade do H.S. João possuir uma unidade de internamento, que serviria para tratar os doentes imediatamente após a alta da fase aguda do internamento, e por um período limitado de aproximadamente 30 dias, até à sua integração no Centro de Reabilitação ou no domicilio . De notar que o plano estratégico e funcional do CR Norte prevê a existência de uma unidade de internamento de MFR no CHSJ.

 

Antecedentes/ História

O Serviço iniciou a sua atividade com a abertura da Consulta de Fisioterapia nos primeiros dias de maio de 1961, sendo Diretora Luísa Mesquita, que foi sucedida pela sua filha, Eduarda Mesquita.

O Serviço sofreu obras de beneficiação, inclusive com a construção de um ginásio, na década de 80.

Mais tarde, na década de 70, passou a denominar-se de Serviço de Medicina Física e de Reabilitação.

O atual Serviço, instalado no piso 01, por baixo do espaço do Serviço de Urgência, está integrado na UAG dos Meios Auxiliares de Diagnóstico e Terapêutica, desde abril de 2006, sendo Diretor Fernando Parada, tendo sofrido recentemente obras importantes de remodelação, possuindo atualmente excelentes instalações para a prática de todas as técnicas da especialidade.