Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental

Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental

Diretor
António Roma Torres

Vogal
Manuela Amorim

Vogal
Patrícia Rocha

 

 

CONSELHO DIRETIVO

Presidente
António Roma Torres

Vogais
Manuela Amorim
Patrícia Rocha

Assessora Médica
Manuela Moura

Assessor Médico Pólo Valongo
Cassiano Santos

 

CONSELHO TÉCNICO

Presidente

António Roma Torres

Vogais

Manuela Amorim

Patrícia Rocha

Membros:

Cassiano Santos

Isabel Brandão

Manuel Esteves

Manuela Moura

Natália Fernandes

Rosário Curral

Rui Coelho

 

CONSELHO CONSULTIVO

Em constituição

 

A Clínica de Psiquiatria e Saúde Mental presta assistência no campo da Psiquiatria e da Pedopsiquiatria à população residente no Porto Oriental, Maia e Valongo (cerca de 350.000 habitantes) no contexto hospitalar (internamento de agudos e ambulatório) e em ligação com a Medicina Geral e Familiar (consultoria), bem como num programa comunitário de atenção a uma intervenção em crise (prevenção) e a um acompanhamento do doente psiquiátrico crónico (reabilitação).

Atende ainda do ponto de vista psiquiátrico e psicológico, no modelo de Psiquiatria de Ligação englobando a Psicologia da Saúde, os doentes em tratamento (consulta ou internamento) no Centro Hospitalar São João, independentemente da área de residência.

Integra ainda consultas específicas como Perturbações do Comportamento Alimentar, Perturbações do Espectro Obsessivo, Perturbações de Stress Pós-traumático e Sexologia Clínica, podendo estabelecer com outros hospitais onde tais consultas não existam acordos quanto ao atendimento de doentes das suas respectivas áreas de referenciação.

Apoia a formação pré-graduada e pós-graduada de estudantes e profissionais de Medicina, Enfermagem, Psicologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional e Nutrição, bem como desenvolver investigação clínica própria de um Hospital Universitário, particularmente em ligação com as estruturas homólogas da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.

São seus princípios orientadores os definidos no Plano Nacional de Saúde Mental (2007-2016), a saber:

  1. Saúde mental indivisível da saúde em geral.
  2. Respeito pelos direitos humanos e protecção contra todos os tipos de descriminação.
  3. Cuidados preferencialmente na comunidade e no meio menos restritivo possível.
  4.  Coordenação e integração de cuidados na área geo-demográfica.
  5. Abrangência do conjunto de necessidades essenciais decuidados de saúde mental das populações
  6. Participação comunitária envolvendo as pessoas com perturbações mentais e os familiares.
  7. Protecção dos gruposespecialmente vulneráveis (crianças, adolescentes, mulheres, idosos e pessoas com incapacidade).
  8. Acessibilidade e equidade independentemente da idade, género, local de residência, situação social e económica.
  9. Favorecimento da auto-determinação e procura de um caminho próprio por parte das pessoas com problemas de saúde mental.