Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Serviço de Humanização

Serviço de Humanização

Data de Criação - 2008

Diretor de Serviço - Filipe Almeida

 

Missão

Contribuir para que todo o agir institucional e profissional se ordene pelo respeito incondicional devido à dignidade ontológica de todos os seres humanos que nele habitam.
Marcar esse agir com a força identificadora do humanismo personalista, considerando a pessoa doente como o elemento nuclear da sua motivação e da sua ação, e atento à exigência acrescida decorrente da sua vulnerabilidade.
Catalisar potencialidades e convergências que façam da Humanização uma inspiração permanente e desejada para a modulação efetiva dos comportamentos individuais e das opções institucionais.

Unidades

Atrium Hospitalidade (AH)

Missão:
Acolher as pessoas que chegam ao Centro Hospitalar de São João (CHSJ) com hospitalidade, disponibilizando-lhes apoio e informação necessária para que se sintam seguras, orientadas, compreendidas e bem recebidas.

Casa Mortuária (CM)

Missão:
Proporcionar o melhor serviço às famílias de todos os que encontraram o seu tempo de morrer neste Hospital, com o maior respeito pelos seus entes queridos, na conservação e preparação dos cadáveres para os delicados momentos de despedida que se seguem.

Central Telefónica (CT)

Missão:
Recepcionar, atender e encaminhar bem todas as chamadas atendidas de utentes, fornecedores e profissionais do CHSJ;
Contactar, em situações de alarme, o serviço de piquete para saber porque disparou o alarme;
Estabelecer contactos internos (Director do Serviço de Urgência e Unidade de Controlo e Vigilância) e externos (Agentes Protecção Civil, Bombeiros, Polícia e INEM), em situações de emergência/incêndio).

Gabinete de Assistência Médica no Estrangeiro (GAME)

Missão:
Prestar apoio aos doentes e seus familiares a nível financeiro e informacional minimizando o desconforto de quem tem que recorrer a instituições estrangeiras para receber assistência médica mais especializada.

Gabinete do Cidadão (GC)

Missão:
· Receber as sugestões, elogios e reclamações dos utentes;
· informações sobre os seus direitos e deveres dos utentes;
· Cooperar com os utentes no acesso à prestação dos serviços;
· Cooperar com os órgãos de gestão na melhoria da qualidade dos serviços prestados;
· Influenciar os intervenientes para a humanização dos serviços colocando o doente no centro dos cuidados.

Unidade de Ação Social (UAS)

Missão:
· Diagnosticar os problemas e necessidades sociais dos doentes relacionados com possíveis dificuldades de alta;
· Prestar apoio psicossocial aos doentes e seus familiares a nível instrumental, psico-emocional e informacional;
· Facilitar a relação dos doentes e familiares com o Hospital, removendo dificuldades de comunicação, de forma a contribuir para a melhoria contínua do serviço prestado pela instituição.

 

Antecedentes/ História

Em Janeiro de 2008, o Conselho de Administração nomeia o Prof. Doutor Filipe Almeida para Diretor do recém-criado Serviço de Humanização (HUM) e incumbe-o de formar a sua equipa de trabalho. O grupo de trabalho multidisciplinar foi então constituído por 10 profissionais do Hospital: 2 Médicos, 2 Enfermeiros, 1 Assistente Social, 1 Engenheiro, 1 Psicólogo, 1 Capelão e 2 Técnicos Superiores.
O grupo de trabalho, aquando da sua primeira reunião, foi agraciado com a presença de D. Manuel Clemente, Bispo do Porto, que se regozijou e apadrinhou esta iniciativa inédita no âmbito do sector da saúde.
A primeira tarefa que assumiu foi estruturar e definir para o HUM a sua Missão, Visão, Valores, Finalidades, Estratégias e Táticas para alcançar os fundamentos da sua génese. Para implementar a sua estratégia destacam-se 2 objetivos a que o HUM se propôs culminar a curto prazo: editar o Livro Branco da Humanização e elaborar a Carta de Humanização do Hospital de São João. Para a materialização do Livro Branco da Humanização o HUM elaborou questionários diferenciados, os quais aplicou aos diversos grupos profissionais e cargos de chefia. O teor da Carta de Humanização foi devidamente ponderado nas sessões de trabalho do Serviço de Humanização, procurando ser identificativa e transversal a toda a comunidade humana que constitui o Hospital.

Em outubro de 2008, o HUM, após consulta ao Conselho de Administração e UAG da Mulher e da Criança, acolhe o projeto Bebés de São João. Este Projeto conta com trabalho de voluntárias que, percebendo necessidades sentidas, querem melhorar a vida de famílias carenciadas de bebés que aqui nasçam, acompanhando o bebé e a sua família, com apoios de ordem material e educacional, até que este complete 3 anos de idade, caso se mantenha a necessidade.
No dia 11 de dezembro de 2008, o HUM organiza a Sessão da sua apresentação à comunidade hospitalar, na Aula Magna da FMUP, onde são divulgados os 2 referidos documentos.
O Livro Branco da Humanização é editado e impresso sob o rácio de 1 livro para cada profissional da Instituição, comprometendo-se o HUM com a sua distribuição. A Carta de Humanização é aprovada e homologada em reunião do Conselho de Administração de 15 de janeiro de 2009, assumindo-se, assim, como um documento referencial do Hospital.
No início de 2009, dado o incremento da sua atividade, o HUM acresce ao seu grupo de trabalho mais 2 Técnicos Superiores. Passando o grupo a ser constituído por 12 elementos, sendo que só 2 estão em regime de dedicação exclusiva ao Serviço (2 Técnicos Superiores).
No dia 26 de fevereiro de 2009, o HUM promove a sua primeira ação de reflexão, na Aula Magna da FMUP, sob a égide HumanizAcção, subordinada ao tema Humanização e Prática Profissional, destinada a toda a comunidade hospitalar.

Em fevereiro de 2009 é aprovado, em reunião do Conselho de Administração, o Organograma do Serviço de Humanização. Ficam-lhe então adstritas cinco Unidades: Atrium Hospitalidade, Casa Mortuária, Gabinete de Assistência Médica no Estrangeiro, Gabinete do Utente e Ação Social.

A 23 de abril de 2009, o HUM realizou a sua segunda ação de formação, subordinada ao tema da Humanização em Saúde, questionando o seu lugar nos curricula, planos de formação e avaliações curriculares no âmbito do sector da saúde.
A terceira ação de formação promovida pelo HUM ocorre a 4 de junho de 2009, sob o lema Humanização Hospitalar, questionando-se se será uma utopia ou condição de sobrevivência. Esta sessão foi prestigiada pelas presenças da Prof.ª Doutora Maria do Céu Machado (Alta Comissária da Saúde) e do Prof. Doutor José Carlos Bermejo (Diretor do Centro de Humanización de La Salud de Madrid).

Em dezembro de 2009, o HUM comemora o seu primeiro aniversário, com a organização das suas I Jornadas de Humanização, no dia 3 de dezembro, intituladas Comunicação e Humanização, onde várias personalidades do mundo da Saúde e da Comunicação nos ajudaram a aprofundar esta temática. No âmbito destas Jornadas destacam-se 2 momentos importantes para este Serviço: o lançamento do primeiro número do Boletim HumanizACÇÃO e o Concerto de Humanização que decorreu no Atrium Hospitalidade.

No ano de 2010 o “silêncio no hospital” e o “morrer no hospital” assumiram-se como as grandes linhas condutoras da intervenção do Serviço, espelhadas em várias ações, nomeadamente nas II Jornadas de Humanização. Neste mesmo ano, promovemos também o I Encontro Nacional de Comissões/Serviços de Humanização.

Em janeiro de 2010 demos início ao processo de certificação pelo Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) do Serviço de Humanização, que culminou com a auditoria de concessão da Certificação em março de 2011.
No dia 1 de abril o Hospital de São João assumiu a designação de Centro Hospitalar de São João, passando a englobar o Hospital Nossa Senhora da Conceição (Valongo). Em virtude desta alteração, procedeu-se à adaptação a esta nova realidade da Carta de Humanização, submetida assim ao Conselho de Administração para nova homologação, tendo sido obtida a 7 de junho de 2011.
Durante 2011, as temáticas da “solidariedade” e dos “direitos dos doentes” foram os grandes motes, refletidas em sessões na Aula Magna, com destaque para as III Jornadas de Humanização e II Encontro Nacional de Comissões/Serviços de Humanização.

Algumas atividades promovidas pelo Serviço nos últimos 2 anos foram praticamente “institucionalizadas”, na medida em que a sua repetição anual é requerida pelos colaboradores do Hospital, como por exemplo: “Integração a novos profissionais”, “Concurso Literário e Fotográfico”, “Grande Prémio de Karting do São João” e as “Caminhadas”.
No dia 1 de junho de 2012, o HUM assumiu, por decisão do Conselho de Administração, a direção do Atendimento do Atrium Hospitalidade e da Central Telefónica.
No 3º trimestre de 2012, e após maturada preparação metodológica e técnica, o HUM inicia uma avaliação sistemática da satisfação de todos os doentes internados. Para o efeito, disponibiliza, a todos estes, inquéritos, que são recolhidos após o respetivo preenchimento no momento da alta e trabalhados estatisticamente, com divulgação dos resultados às Direções dos Serviços.