Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Critérios de referenciação e informação para utentes

A admissão na UHD é voluntária e requer o cumprimento de critérios de admissão clínicos, geográficos e sociais.

CRITÉRIOS DE ADMISSÃO

Clínicos

- Diagnóstico definido (pneumonia e infeções respiratórias; pielonefrite e cistite; insuficiência cardíaca; erisipela/infeção da pele; doenças médicas crónicas agudizadas);

- Situação clínica transitória (doença aguda ou crónica agudizada);

- Comorbilidade(s) controlável(eis) no domicílio;

- Existência de um objetivo assistencial;

- Necessidade de cuidados de nível hospitalar, tendo em conta a sua complexidade e intensidade;

- Ausência de contraindicações (patologia psiquiátrica descompensada, alcoolismo ativo, instabilidade hemodinâmica ou risco epidemiológico);

- Procedência do Serviço de Urgência e Medicina interna;

- Recursos terapêuticos apropriados e suficientes para o controlo e tratamento da doença em causa;

- Recursos humanos suficientes e qualificados para a realização dos procedimentos.

Geográficos

 

- Domicílio do utente situado a uma distância máxima de 30 minutos e/ou num raio de 20km do CHUSJ – pólo Porto;

- Área geográfica de atuação da Unidade de Hospitalização Domiciliária: municípios da Maia e Valongo.

Sociais

 

- Presença de um cuidador capaz;

- Autonomia do utente na ausência de um cuidador;

- Existência de um telefone/telemóvel para fins de contacto com a equipa da Unidade de Hospitalização Domiciliária;

- Condições higiénico-sanitárias básicas e de habitabilidade adequadas para a situação clínica do utente no domicílio (habitação com luz, água e sistema de saneamento).

CRITÉRIOS DE EXCLUSÃO

- Incumprimento de pelo menos um dos critérios de admissão;

- Utentes com dependência de substâncias ilícitas ou dependência alcoólica com consumos ativos;

- Utentes indigentes ou sem abrigo;

- Utentes com ideação suicida, agitação psicomotora e/ou psicose aguda e doenças com risco epidemiológico;

- Incapacidade mental do utente e/ou do cuidador que condicione a compreensão dos cuidados necessários e os tratamentos prescritos;

- Incapacidade física/emocional que impeça, quando necessário, a colaboração do utente e/ou do cuidador para a realização dos procedimentos.

Após referenciação pelo médico do Hospital, o utente é submetido a uma avaliação pela equipa da UHD: médico, enfermeiro e assistente social.
Caso reúna os critérios de inclusão na UHD, o utente fica internado no domicílio, onde diariamente terá visitas domiciliárias de seguimento, efetuadas pela equipa responsável.

Algoritmo da atividade assistencial da UHD

Critérios gerais de admissão-exclusão de utentes na UHD