Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

icone topo site (002)

Serviço de Ortopedia do CHUSJ é o único do país no grupo dos hospitais centrais, a ultrapassar os 80% de doentes com fratura do fémur proximal operados nas primeiras 48h após admissão no SU, em plena crise COVID-19

05 de Abril de 2021
Indicador fraturas femur site 1 1024 550

Os dados recentes da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) revelam que o Serviço de Ortopedia do Centro Hospitalar Universitário São João (CHUSJ) foi o único Centro Hospitalar do país do grupo E (hospitais centrais), a ultrapassar os 80% de doentes com fratura do fémur proximal operados em menos de 48h após admissão no SU, previstos neste indicador. Trata-se de um importante indicador de desempenho assistencial desta especialidade, que adquire particular importância, por ocorrer durante a crise da COVID-19.

De acordo com António Sousa, Diretor do Serviço de Ortopedia, em plena pandemia por COVID-19, este desempenho é motivo de orgulho para o CHUSJ, porque os 83,5% de doentes operados em menos de 48h representam mais de 300 doentes que beneficiaram deste processo.

“Esta marca só foi possível através de reestruturação e auditoria permanente do modelo assistencial destes doentes, com grande colaboração entre os diversos serviços envolvidos: SU, Anestesia, Cardiologia, Imunohemoterapia, Medicina Interna e Ortopedia. Trata-se de um importante indicador de qualidade assistencial, porque está associado a significativa diminuição das complicações e mortalidade dos indivíduos com mais de 65 anos, vítimas de fratura do fémur proximal, uma verdadeira pandemia mundial associada ao envelhecimento da população. Para lá dos ganhos em saúde, acrescenta ganhos económicos, sociais e familiares também muito importantes", explica o médico.