Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

icone topo site (002)

Excelência clínica transforma equipa multidisciplinar de Epilepsia do CHSJ em Centro de Referência

15 de Novembro de 2016
Cr epilepsiarefrataria site 1 1024 550
Bons resultados clínicos, a competência dos recursos humanos envolvidos, a sofisticação dos recursos técnicos existentes e a interação com outros centros de referência nacionais e internacionais foram os fatores decisivos para que a Equipa multidisciplinar de Epilepsia do Centro Hospitalar de São João (CHSJ) se tornasse no Centro de Referência (CR) nacional da especialidade.

“As primeiras cirurgias iniciaram-se em 2010, com doentes investigados noutro Hospital e a partir de 2011 começaram a ser feitas regularmente no Hospital. Assim, em 2015, já com cerca de 50 doentes operados e com resultados positivos, decidimos candidatar-nos a centro de referência tendo a candidatura sido aceite. A existência de uma unidade de monitorização que permite avaliar doentes durante 5 dias com presença de técnico nas 24 horas, que testa o doente sempre que surge uma crise, é uma grande mais-valia para aumento de qualidade do serviço que prestamos”, conta Dílio Alves, coordenador do CR.

Segundo o responsável, o Centro de Referência (CR) de Epilepsia Refratária do Centro Hospitalar de São João (CHSJ) dispõe de todos os recursos necessários para tratamento médico e cirúrgico da epilepsia, cumprindo os padrões de excelência definidos em termos nacionais e internacionais. “O CHSJ é dotado de um conjunto de recursos humanos, estruturas e equipamentos de elevado nível técnico e científicos que é difícil encontrar concentrados numa só Instituição”, afirma Dílio Alves.

“Em 2011, foi decidido criar um grupo multidisciplinar de epilepsia com reuniões semanais que faz a coordenação do trabalho e a discussão de todos os doentes propostos para cirurgia para controlo da epilepsia. Nestas reuniões surgem muitos pormenores que só a análise em grupo permite detetar”, explica o médico.

Neste momento o centro iniciou um processo de acreditação de qualidade que irá contribuir para uma melhoria de funcionamento. “Está proposta a instalação da UME nas novas instalações do serviço de neurologia quando essa obra se concretizar. Está proposto o aumento de UME de uma para duas camas, no imediato e mais à medida que vá sendo necessário. Será ainda necessário um aumento do quadro de pessoal proporcional a esse aumento. A breve prazo, será iniciada a colocação de estimuladores do nervo vago e a colocação de elétrodos intracerebrais para registo de stereo-EEG”, projeta o responsável.

Como prova do seu domínio do Estado da Arte, os elementos do CR são frequentemente convidados para participarem em múltiplos júris de provas académicas incluindo doutoramentos e mestrados, assim como em júris de graduação de várias categorias. Programas de investigação, parcerias com centros de investigação nacionais, europeus e ou internacionais, atividades em grupos de trabalho para elaboração de recomendações, banco de tecidos (e tumores - retirar), artigos científicos e capítulos de livros, contam de forma recorrente com a participação de colaboradores deste CR.

Baseado nas normas de orientação da National Association of Epilepsy Centers (NAEC) - Guidelines for Essential Services, Personnel, and Facilities in Specialized Epilepsy Centers, o Centro de Referência é constituído por elementos integrados nos serviços de Neurologia (onde está integrada a Unidade de Neurofisiologia), Neurocirurgia, Neurorradiologia, Unidade de Cuidados Intensivos de Neurocríticos e Medicina Nuclear.

Para além destas parcerias, o CR conta ainda com a preciosa colaboração da Faculdade de Medicina e de Engenharia da Universidade do Porto (FMUP e FEUP), no que diz respeito a colaborações no âmbito da investigação e parcerias.