Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

Médica do CHUSJ edita obra internacional sobre diferenças entre gémeos idênticos

02 de Julho de 2020
Livro alexandramatias site 1 1024 550
Alexandra Matias, médica obstetra do Centro Hospitalar Universitário São João editou, em colaboração com o médico israelita, Isaac Blickstein (um dos autores mais reconhecidos no mundo dos gémeos), uma obra cujo objetivo é desmistificar a ideia de que os gémeos idênticos podem, afinal, ser bem diferentes, sendo o nascimento de gémeos monozigótico considerado um evento raro (cerca de 0,3% das gestações).

Nove anos após a publicação do artigo científico intitulado «Why are monozygotic twins different?» - que chamava a atenção para as várias diferenças entre gémeos ditos idênticos” - a médica obstetra edita agora «Developmental and Fetal Origins of Differences in Monozygotic Twins», uma obra que examina então as principais causas de discordância em gémeos monozigóticos e sua relevância para estudos futuros e tratamento clínico.

Publicada pela Elsevier, a maior editora científica do mundo, a obra explica que há uma combinação complexa e dinâmica de fatores genéticos, epigenéticos e ambientais, que atuam em conjunto para moldar o genótipo e redefinir o fenótipo final e fazem com que se verifiquem muitas diferenças entre ambos.

“Apesar da aparência física muito semelhante e de ser difícil de os distinguir, por exemplo, os gémeos monozigóticos não possuem as mesmas impressões digitais, a mesma estatura, o mesmo comportamento, as mesmas doenças, e, às vezes, nem o mesmo cariótipo.”, exemplifica a médica e investigadora.

Os autores desafiaram o músico Pedro Abrunhosa a colaborar neste livro. O reconhecido artista portuense assina o prefácio “filosófico” da obra, juntamente com Enrico Lopriore, professor da Faculdade de Medicina de Leiden (Países Baixos), ele próprio gémeo monozigótico.