Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

icone topo site (002)

Qualife+ com nota positiva

05 de Janeiro de 2017
Comitiva dos eeagrants foi recebida no chsj 1 1024 550

Uma delegação dos EEAGrants visitou, no dia 20 de dezembro de 2016, o Centro Hospitalar de São João (CHSJ) para conhecer e acompanhar a implementação do projeto Qualife+, financiado pelo EEAGrants, que tem o objetivo de implementar a monitorização do estado nutricional da população com mais de 65 anos, quer do internamento quer na comunidade, mais precisamente nas áreas de referenciação do Centro Hospitalar de São João.

A equipa da Unidade de Nutrição e Dietética (UND) do CHSJ apresentou à delegação norueguesa todos os passos realizados no âmbito do projeto, bem como resultados preliminares. Para além disso, os representantes da entidade financiadora visitaram uma área clínica onde tomaram contacto com o Qualife+ de muito perto, podendo observar a concretização do projeto no terreno, neste caso no acompanhamento dos utentes do Hospital (avaliação do risco e do estado nutricional através do controlo do peso e registo no sistema informático do CHSJ de modo a que toda a equipa que acompanha o utente esteja a par da sua situação nutricional e das medidas).

Recorde-se que os primeiros resultados deste estudo concluíram que cerca de metade da população visada estava em elevado risco de desnutrição pelo que foi urgente reagir e encetar medidas de sensibilização social na tentativa de travar esta tendência.

A implementação do projeto Qualife+ pressupôs a aquisição de equipamento informático e instrumentos de monitorização estato-ponderal. Permitiu, ainda, reforçar a equipa de nutrição com recursos humanos para assegurar o correto registo e acompanhamento das pessoas abrangidas pelo estudo.

O “European Economic Area Grants (EEAGrants)”, mecanismo financeiro do espaço económico europeu, promovido pela Noruega, Islândia e Listenstaine (Estados Doadores) financia projetos em diversos países europeus, incluindo Portugal, com o objetivo de reduzir as disparidades económicas e sociais, bem como reforçar as relações bilaterais entre os Estados Doadores e os Estados Beneficiários.