Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

icone topo site (002)

Recomendações Gerais para a Prática de Exercício Físico

O exercício físico é um tipo de atividade física que é realizada de forma programada, estruturada com uma determinada duração e intensidade, com o objetivo de melhorar o desempenho. Para isso, e tendo em atenção a especificidade de cada situação clínica, o mesmo tem de ser realizado de acordo com uma prescrição médica individualizada e, em geral, após um período de treino sob supervisão médica, com vigilância dos sinais vitais, do traçado eletrocardiográfico e da adaptação global ao programa de exercício Por este motivo, se ainda não teve uma avaliação e orientação por um médico com experiência em reabilitação cardiovascular, não se envolva em nenhum programa de exercício, sobretudo de maior intensidade ou exigência pois poderá estar a colocar em causa a sua segurança. Nesse caso procure o seu médico assistente e solicite a orientação para um Centro/Unidade de Reabilitação Cardiovascular.

Não inicie um programa de exercícios sem comunicar previamente com o seu médico assistente!

Pode ser necessário realizar exames ou ter orientações para que o possa realizar em segurança!

No entanto, e como pode ler no separador relativo às recomendações gerais, o facto de ter uma doença cardíaca não deve ser motivo para adotar um modo de vida sedentário. A atividade física deve fazer parte do seu quotidiano.

Assim, se foi encaminhado para uma consulta de Medicina Física e de Reabilitação visando o início de um programa de reabilitação cardiovascular siga estas recomendações e cuidados antes de iniciar a prática de exercício físico:

  • Procure realizar o exercício num local seguro, de terreno regular para minimizar o risco de quedas. É recomendado que se sinta sempre confortável e que não sinta dor durante a realização do exercício nem no dia seguinte e que não realize atividades para as quais não esteja preparado;
  • Tenha sempre um período inicial (5-10 minutos) de aquecimento e um período final (também 5-10 minutos) de retorno à calma; nestes períodos, deve realizar alguns alongamentos e exercício aeróbio (consulte o separador “Que exercícios devo realizar?”) com baixa intensidade;
  • Realize o exercício num ambiente com temperatura amena, nem muito quente nem muito frio (caso seja no exterior evite as horas de maior calor, no verão, e as de frio, no inverno);
  • Realize os exercícios com roupa e calçado adequados, preferencialmente fato de treino e sapatilhas;
  • Hidrate-se frequentemente ao longo do dia, principalmente na hora antes e na hora após a realização dos exercícios; hidrate-se também durante o exercício, sobretudo se este tiver uma duração superior a 20 minutos, bebendo pequenas quantidades de cada vez; dê preferência a água ou chá sem adição de açúcar;
  • Procure não tomar um banho muito quente pelo menos nos 15 minutos após a realização do exercício;
  • O exercício deve ser sempre confortável. Caso sinta cansaço significativo, dor no peito, falta de ar ou sensação de cansaço acentuado (exaustão), tonturas ou sensação de desmaio, palpitações ou sensação de batimentos cardíacos irregulares, deve interromper a atividade física, sentar-se com as pernas ao nível da cintura (elevadas) e hidratar-se. Se a dor no peito persistir, e for intensa, deve aplicar o comprimido de nitroglicerina (Nitromint®) ou de dinitrato de isossorbido (Flindix®) que lhe foi receitado. Se reverterem, deve interromper a sessão de exercício e comunicar a ocorrência seu médico assistente/médico cardiologista. Se não reverter ou os restantes sintomas persistirem ou agravarem, deve solicitar assistência médica (Ligue 112).