Passar para o Conteúdo Principal Top
Logotipo Centro Hospitalar São João

icone topo site (002)

Outras Informações

Factos relevantes:

O Centro de Mama é uma estrutura multidisciplinar de cuidados médicos, que reúne, no mesmo espaço físico, profissionais altamente especializados no estudo e tratamento da patologia mamária, particularmente a oncológica.

No Centro de Mama trabalham diariamente Clínicos (Cirurgiões Gerais e Ginecologistas), Imagiologistas, Geneticistas, Psiquiatras, Psicólogos Clínicos, Enfermeiras especializadas, Técnicos de Radiologia, Nutricionistas e outro pessoal de apoio administrativo e logístico.

O Centro de Mama realiza consultas de Clínica Mamária, Exames de Imagem Mamária, Biópsias Mamárias, consultas de Oncogenética, consultas de Psico-Oncologia, consultas de Psiquiatria, consultas de Nutrição, tratamento de feridas pós-operatórias, consultas de Enfermagem Mamária, Consultas Multidisciplinares de Diagnóstico (clínicos, imagiologistas, anatomo-patologistas e enfermeiras), Consultas Multidisciplinares Oncológicas (cirurgiões, oncologistas médicos, radio-oncologistas, especialistas em medicina nuclear e enfermeiras) e Consultas Multidisciplinares Onco-plásticas(cirurgiões mamários e cirurgiões plásticos).

Do ponto de vista da organização institucional, o Centro de Mama faz parte da Unidade Autónoma de Gestão de Cirurgia, estrutura de gestão intermédia, que integra vários serviços hospitalares cirúrgicos.

O Centro de Mama conta com um cirurgião doutorado em Ciências Médicas (ICBAS, José Luis Fougo) e com um cirurgião com o grau de Mestre em Oncobiologia (FMUP, André Magalhães). Outro cirurgião é estudante de Doutoramento, com um projecto sobre oncologia mamária e geriatria (Fernando Osório, FMUP). A técnica de radiologia Inês Moreira possui o grau de Mestre em Informática Médica (FMUP) e é também estudante de Doutoramento.

O Centro de Mama recebe apoio diferenciado do Movimento Vencer e Viver da Liga Portuguesa Contra o Cancro, assim como da Associação Vencer (Centro Hospitalar de São João) e da Liga de Amigos do São João.

O Centro de Mama está integrado no Programa de Rastreio para o Cancro da Mama da Administração Regional de Saúde do Norte, recebendo semanalmente doentes com necessidade de biópsia ou de tratamento por Cancro da Mama.

O Centro de Mama está certificado pela norma ISO 9001/2015 desde dezembro de 2015 (APCER).

O Centro de Mama faz parte da rede mundial de Centros de Mama desde 2010 (http://breastcentresnetwork.org).

O Centro de Mama do Centro Hospitalar e Universitário de São João é o único Centro de Mama do Serviço Nacional de Saúde com  Certificação Clínica Europeia pelos critérios EUSOMA (Sociedade Europeia de Especialistas em Cancro da Mama), desde Setembro de 2017.

(www.eusoma.org)

(https://www.breastcentrescertification.com/breastcentrescert.php)

(http://www.breastcentrescertification.com/breastcentres_inprocess.php#anc_portugal)

 

Atividades de Formação

O Centro de Mama colabora na formação de médicos internos em formação específica (Cirurgia Geral, Ginecologia, Cirurgia Plástica, Radiologia, Psiquiatria, Anatomia Patológica, Radioterapia, Oncologia Médica, Medicina Nuclear, etc), assim como na formação pré-graduada de estudantes do Mestrado Integrado em Medicina da FMUP.

Além disso, colabora na formação de outros profissionais, como é o caso de Enfermeiros e Técnicos de Radiologia.

Colabora, ainda, com programas de mestrado e doutoramento, nomeadamente na área da Medicina, Psicologia e Sociologia.

 

Divulgação de Conhecimento:

Os profissionais do Centro de Mama apresentam regularmente resultados das actividades de investigação clínica em reuniões científicas, nacionais e internacionais.
 
 
Equipa:

Cirurgiões                             

José Luis Fougo

Alda Correia

Fernando Osório

Susy Costa

André Magalhães

Joana Amaral

Henrique Mora

Diana Gonçalves

 

Radiologistas                        

António Cardoso

Ana Sofia Preto

Joana Loureiro

Miguel Castro

Bruno Araújo

 

Anatomo-Patologistas          

Isabel Amendoeira

Conceição Souto Moura

João Magalhães

 

Geneticista

Sérgio Castedo

 

Psiquiatra                           

Rosa Grangeia

 

Psicóloga                              

Raquel Guimarães

 

Nutricionista

Luciana Teixeira 

 

Enfermeiras                           

Luísa Ferro

Luzia Garrido

Manuela Silva

Camila Moreira

Cláudia Basílio

Lúcia Vilarinho

 

Data-Manager

Bárbara Peleteiro

 

Técnica de Radiologia           

Inês Moreira

Conceição Castro

 

Critérios de referenciação e informação ao utente:

As situações clínicas a serem referenciadas para o Centro de Mama do CHSJ devem enquadrar-se nos seguintes critérios:

1-PESSOAS JÁ COM DIAGNÓSTICO DE CANCRO DA MAMA

 

2-PESSOAS ASSINTOMÁTICAS

• Com lesões mamográficas ou ecográficas classificadas como Bi-Rads 3 ou superior

 Com história familiar significativa de Cancro da Mama e/ou Ovário

 3-PESSOAS SINTOMÁTICAS

 Nódulo clinicamente suspeito de malignidade

 Nódulo doloroso

 Patologia infecciosa (mastite, abcesso, supurações mamilares, fistulas cutâneo-mamilares, …)

 Patologia inflamatória persistente após tratamento sintomático

 Escorrência mamilar hemática

 Escorrência mamilar não hemática mas persistente e incómoda

 Ginecomastia uni ou bilateral

 Macromastia sintomática

 Assimetrias de volume

 Adenopatias axilares ou supraclaviculares suspeitas

 

Informação que o Utente deve trazer para a consulta:

1. Todos os exames mamários de imagem já realizados, mesmo que sejam antigos.

2. Lista de medicação habitualmente utilizada pelo Utente.

3. Alergias a medicamentos e outros produtos.

4. Antecedentes familiares de cancro de mama e dos ovários ou de outras doenças malignas com o maior rigor possível.

 

Informação ao utente antes da primeira consulta

Biópsia de Gânglio Sentinela

Biópsias por agulha

Catéter central para quimioterapia

Cirurgia conservadora da mama

Critérios para alta de doentes oncológicos

Esvaziamento axilar

Mamografia e ecografia mamária

Mastectomia total

Nota de alta da consulta externa

Para o internamento

Reconstrução mamária

Redução mamária terapêutica

Ressonância magnética mamária

 

Galeria Multimedia:

Veja os vídeos

 

Ensaios Clínicos:

O Centro de Mama está envolvido nos seguintes ensaios clínicos, multicêntricos, nacionais e internacionais:

 

TempoBreast    

Promotor: Pierre Fabre       

Investigador Principal: Margarida Damasceno        

Início: Abril 2016                        

Recrutamento fechado:Novembro2017                             

 

COMPLEEMENT     

Promotor: Novartis                

Investigador Principal: Margarida Damasceno         

Início: Agosto 2017                   

Recrutamento fechado: Outubro 2017                                     

 

PHERGain              

Promotor: MedSir                   

Investigador Principal: Daniela Almeida         

Início: Novembro 2018           

Fim recrutamento: Maio  2019   

 

INSPIRE

Promotor: European Society of Surgical Oncology (ESSO)

Investigador Principal: Henrique Mora

Início: Março 2017

Fim recrutamento: Janeiro 2019

 

OPTIMAL 1

Promotor: Grupo de Investigación Clínica en Oncologia Radioterápica (GICOR)

Investigador Principal: Pedro Meireles

Início: Abril 2016

Fim recrutamento: Dezembro 2021

 

PORTTLE

Promotor: Grupo Multicêntrico Português (9 centros hospitalares do SNS)

Investigador Principal: José Luís Fougo

Início: Outubro 2019

Fim recrutamento: Setembro 2021

 

Plano de Contingência Covid-19:

Atendendo às limitações e riscos da actividade cirúrgica em regime normal, com internamento, nesta fase da pandemia COVID-19, assim como aos mesmos riscos associados aos tratamentos de quimioterapia, potencialmente imunossupressores e realizados em ambiente de Hospital de Dia Oncológico, e o mesmo se passando com os tratamentos por radiação externa, a equipa do Centro de Mama decidiu promover as seguintes linhas de orientação, já em aplicação desde 16-3-2020, e a aplicar durante toda a fase de contingência relacionada com a pandemia COVID-19.

Estas linhas de orientação poderão ser alteradas a qualquer momento, em função da evolução da pandemia e das condições de trabalho no CHUSJ.

Exames de Imagem Mamária
1. Todos os exames de rotina, de vigilância anual, ou com objectivo de rastreio/deteção precoce em pessoas assintomáticas, serão cancelados e remarcados para datas posteriores.
2. Exames de imagem considerados urgentes e a realização de biópsias/marcação de lesões não palpáveis, em lesões suspeitas (BiRads 4 ou 5), continuarão a ser realizados, no dia da consulta.
Anatomia Patológica
1. Exames anatomopatológicos e respectivos relatórios, de biópsias por agulha ou de peças operatórias, continuarão a ser efectuados como habitualmente.
2. Algum trabalho dos anatomo-patologistas poderá ser realizado em regime de tele-trabalho.
3. A indicação para exame extemporâneo de gânglios sentinela será ponderada caso a caso, para reduzir o risco de segundas intervenções para Esvaziamento Ganglionar Axilar.

Consultas

Primeiras Consultas

1. Doentes com alterações clínicas e/ou imagiológicas suspeitas de malignidade (BiRads 4 ou 5), ou já com o diagnóstico de malignidade, serão avaliados presencialmente em 3-5 dias após o pedido, e os exames de imagem e a biópsia serão realizados no dia da primeira consulta.
2. Outras situações clínicas urgentes, como abcessos mamários (por exemplo), serão também avaliadas presencialmente em 3-5 dias.
3. Todos os outros pedidos de consulta serão agendados a um prazo de 3-4 meses.
Consultas subsequentes
4. Por defeito, todas as consultas serão realizadas em regime não presencial, com avaliação de exames de imagem, ou outros, já realizados pelos doentes, com prescrição de fármacos com tomas de longa duração, e com remarcação da consulta num prazo de 3-4 meses.
5. A comunicação de resultados de exames de imagem ou de biópsias, cujo resultado é normal/benigno será feita por telefone, em consulta não presencial.
6. A comunicação de resultados patológicos/malignos, será feita presencialmente.
7. A avaliação em fase de pós-operatório imediato, incluindo a comunicação dos resultados dos estudos das peças operatórias, será feita presencialmente.

Tratamentos cirúrgicos
1. A considerar tratamento cirúrgico logo que possível:
a) Doentes portadores de tumores triplo-negativos ou HER2 positivo sem indicação para QT NA (tumores cT1 N0)
b) Doentes com tumores triplo-negativos ou HER2 positivo tratados inicialmente com QT NA
c) Doentes com tumores luminais tratados inicialmente com QT NA, com resposta clinico-imagiológica moderada ou ausente
d) Doentes com indicação para QT NA, mas com impossibilidade de a realizar, quer por condições logísticas do Serviço de Oncologia Médica/Hospital de Dia de Quimioterapia, quer por elevado risco de desenvolver/agravar um estado de imunodeficiência que aumente o risco de infeção COVID-19
e) Doentes com complicações operatórias (hematomas, necroses cutâneas)
f) Doentes com sépsis associada a abcessos mamários, ou abcessos mamários resistentes ao tratamento médico/conservador

2. A considerar o adiamento do tratamento cirúrgico:
a) Doentes peri- ou pós-menopáusicas portadoras de tumores luminais
b) Doentes pré-menopáusicas portadoras de tumores luminais
c) Doentes com tumores luminais ou HER2 positivo tratados inicialmente com QT NA e com resposta clinico-imagiológica completa
d) Doentes com Carcinoma Ductal In Situ com RH Estrogéneo negativos
e) Doentes com Carcinoma Ductal In Situ com RH Estrogéneo positivos
f) Doentes com lesões B3 (ponderar a obtenção de diagnóstico com nova biópsia por agulha)
g) Doentes com patologia inflamatória ou neoplásica benigna
h) Doentes planeados para cirurgias redutoras de risco

Deverão ser privilegiados tratamentos cirúrgicos simples (tumorectomias simples ou técnicas oncoplásticas de nível 1), com o objectivo principal de remoção do tumor primário. Situações clínicas que à partida seriam propostas para MTPP/CAM com reconstrução imediata poderão ser abordadas apenas com tumorectomias, assumindo a provável deformidade mamária, que será corrigida num futuro próximo, com substituição de volume ou totalização da mastectomia com reconstrução imediata.

Todas as alterações aos tratamentos padronizados (e propostos no Protocolo do Centro de Mama em vigor desde 1-7-2019) deverão ser ponderadas caso-a-caso em reunião multidisciplinar e os detalhes das razões para a alteração devem ficar registados no Diário da Consulta de Grupo.

Todos os doentes descritos nos pontos 2a), 2b), 2c) e 2)e devem iniciar tratamento endócrino, com tamoxifeno ou inibidores da aromatase; estes doentes devem ser objecto de reavaliação a cada 4 semanas, em primeiro lugar com consulta não-presencial e, se necessário, com consulta presencial e realização de exames de imagem mamária.

Se e quando possível, devem ser privilegiados procedimentos em regime de cirurgia de ambulatório.

Oncologia Médica
(ver documento emitido pelo próprio Serviço)

Radioncologia
(ver documento emitido pelo próprio Serviço)

Oncogenética
1. Consultas consideradas urgentes continuarão a ser feitas presencialmente, com colheita de sangue para o estudo genético realizada no mesmo dia.
2. A comunicação de resultados negativos poderá ser feita em consulta não presencial (via telefónica).
3. A comunicação de resultados positivos será feita presencialmente.
4. Todas as restantes consultas serão adiadas.
5. As consultas de elevado risco para cancro da mama serão adiadas.

Reuniões Multidisciplinares
1. Serão realizadas por vídeo-conferência, com frequência semanal, mantendo o núcleo principal Anatomia-Patológica, Cirurgia Oncológica, Data Manager, Enfermagem de Mama, Oncologia Médica, Radiologia Mamária, Radioncologia.